Porque julgamos tanto?

em 10 de jan. de 2018


 
"Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela." João 8.7
Fala galera Linda, como estão? Vamos para a primeira reflexão bíblica do ano.
Vivemos em um mundo de mudanças, nós mesmo estamos em constantes transformações e crescimento pessoal, com tantas transformações eu me pergunto porque as pessoas insistem tanto em julgar os outros.
Desde que o mundo foi criado como Deus o quis ele mudou e se transformou e porque com as pessoas não aconteceriam o mesmo?
Porque as pessoas insistem tanto em julgar umas as outras? Porque agem com tamanho preconceito, eu vi uma conversa em um ônibus ontem onde um rapaz estava falando que a palavra preconceito não existe, que na verdade não passa de um conceito antecipado sobre o que nem se quer conhecemos.
Eu não posso dizer o que está certo ou errado no modo de vestir de determinadas pessoas, e também não posso julgar pela opção sexual das mesmas, uma vez que somente Deus tem o direito de faze-lo.
O problema é a hipocrisia com que muitos vivem, se a bíblia fosse pregada como ela deveria ser, sem querer dar certos acréscimos como muitos fazem certamente as pessoas a conheceriam    de fato e teriam gosto em aprender mais sobre quem realmente é Deus.
Pois eu duvido muito que Deus seja esta pessoa preconceituosa em que se tornou o ser humano, eu duvido que Deus lance fora quem realmente quer e tem desejo de se entregar a Ele.
O que está faltando? Mais amor? Mais fé? Talvez um pouco dos dois.

"Então Jesus endireitou o corpo e disse:
Mulher, onde estão eles? Não ficou ninguém para condenar você?
Ninguém, Senhor!- Respondeu ela.
Jesus disse:
Pois eu também não condeno você. Vá e não peque mais!"
João 8.10-11"

Ao invés de ficarmos julgando e maltratando, porque não imitarmos o comportamento de Cristo?
Compreender que não podemos controlar as pessoas nem mudarmos o que elas são, ora Deus nos  conhece verdadeiramente e mesmo assim nos ama, e todos os dias nos perdoar, mesmo quando esquecemos de agradecer a Ele.
Então da próxima vez que for criticar e insultar alguém pelas sua vestes, ou pelo seu comportamento, opção sexual ou cor de pele, pense se Jesus faria isso, ou aprovaria sua atitude.
Pense nisso e distribua amor e compreensão por onde você for.
Que a paz de Cristo estejam com todos.
E aí curtiu?
Então ajude o nosso portal, como?
Compartilhe o post com seus amigos, curta nossa página e siga o nosso portal.

Beijos Doces!

Ana Ferreira Lima
Sigam-me nas redes sociais
*Twitter @anaferlimaautor *Instagram @anaferlimaautor *Facebook @autoraanaferreiralima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Paginação numerada



Destaque

Sinceridades

  Hoje acordei mais racional. Ouvi meu coração que me xingava por ter deixado uma suposta chance de ser feliz escapar. Mas acontece que não ...

Topo