Mal do Século: DEPRESSÃO

em 10 de out. de 2017


Pesquisas revelam que até 2020 a depressão ocupará o segundo lugar entre as doenças que causam incapacidade no mundo e as mulheres são (serão) as mais afetadas pela doença. A depressão é um transtorno moderno ligado à saúde mental, que é geralmente causado por um estresse, ansiedade, medo, preocupação ou agitações que resultam em ataques psicológicos negativos. Para a química, a depressão é causada por um defeito nos neurotransmissores responsáveis pela produção de hormônios, que nos dão sensação de prazer, conforto e bem estar. Com a presença de algum problema nos neurotransmissores pode acontecer da pessoa apresentar o desânimo, a tristeza, autoflagelação, perda do interesse sexual e falta de energia para atividades simples.

                A depressão pode afetar todas as faixas etárias. Sua causa se dá por vários motivos, sendo um deles a vulnerabilidade genética, ou seja, se uma pessoa tem depressão, as chances dos parentes mais próximos em adquirir a doença é muito maior, podendo aumentar em até 20%. A vida cotidiana do indivíduo conta muito para que esse tenha uma vida saudável, dessa forma as situações estressantes do dia a dia, como assaltos, perdas de entes queridos, as doenças físicas ou ligadas ao sono podem ser causas determinantes do distúrbio, que pode vir acompanhado da Síndrome do Pânico. 

               A Síndrome do Pânico é um transtorno de ansiedade no qual há ocorrências de crises inesperadas de desespero e medo de que algo ruim aconteça, mesmo que não haja motivos ou sinais de perigo eminente. Essas crises são seguidas de preocupações com possibilidades de novos ataques, que dificultam a rotina do dia a dia, por medo de enlouquecer ou por medo ter um ataque do coração.  As causas desse transtorno não são reconhecidas, mas a ciência afirma que o estresse, o temperamento forte ou sensível, mudanças de comportamentos e a genética facilitam para o desenvolvimento desse transtorno.
             
               Na maioria dos casos a síndrome do pânico aparece logo após ou junto com a depressão. A diferença entre as características de ambas é que uma pessoa depressiva tende a ficar mais negativa, perdendo a vontade de viver, de se arrumar, de trabalhar, de comer ou pelo contrário tem casos em que as pessoas comem por excesso, deixando de pensar no futuro. Já quem tem a Síndrome do Pânico se paralisa por causa da ansiedade extrema, tendo medo de tudo e todos, sempre achando que vai morrer repentinamente.  

               Para haver o tratamento da depressão é necessário o uso de medicamentos contínuos com orientação médica. Hoje existe vários anti- depressivos disponíveis para que haja o tratamento. Pelo contrário de que muitos pensam, esses remédios não são drogas, que podem causar a dependência. Cada caso é um caso e cada um necessita de um tratamento diferente e com um acompanhamento terapêutico e com profissionais adequados para o caso. Algumas pessoas precisam de tratamento preventivo ou de manutenção, que pode levar anos ou até uma vida inteira. 

               A prevenção dos episódios de crise não resolve apenas com a psicoterapia, ela também não cura a depressão. Essa técnica ajuda o indivíduo a ter uma reestruturação psicológica, aumentando sua compreensão no processo do tratamento e na resolução da lide, assim pode haver a diminuição do estresse. Apenas o médico pode indicar o medicamento e o tratamento adequado para cada caso, após uma análise. Uma automedicação  e uma interrupção do tratamento por conta própria pode piorar o caso ou até mesmo levar a morte ou suicídio. Se você tem casos de Depressão em sua família ou com pessoas próximas a você, Cuide, Ajude, essa doença é séria! A Vida é o bem mais precioso que Deus nos deu e Vale muito à pena lutar por ela!
Gostou? Que tal compartilhar este post e seguir o blog?

Abraços, 

Carolina Larissa
Consultora Comercial



  
Quer acompanhar todos os lançamentos? Então siga nas Redes Sociais:
Twitter @anaferlimaautor Instagram @anaferlimaautor Facebook @autoraanaferreiralima         

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Paginação numerada



Destaque

Sinceridades

  Hoje acordei mais racional. Ouvi meu coração que me xingava por ter deixado uma suposta chance de ser feliz escapar. Mas acontece que não ...

Topo